Balanço da 2° edição do Metrô

4 de dezembro de 2018

E o vagão do Metrô fez a última viagem de 2018 no domingo, dia 25 de novembro. A segunda edição do festival, que reuniu realizadores do Brasil inteiro na Cinemateca de Curitiba, chegou ao fim como um sucesso de público, que lotou praticamente todas as sessões. Foram 63 filmes de universitários exibidos, entre curtas, médias e longas-metragens. A cerimônia de premiação entregou quatro prêmios.

O Júri Universitário, formado por estudantes de cinema, conferiu um deles a “Como Filmar Curtas em Festas”, de Raffael Righez e Marianna Hofer Neris, da Unisul/SC (além de duas menções honrosas a “Magalhães”, de Lucas Lazarini, da Unicamp/SP e “A Imensidão desse Lugar”, de Diones William, da Unespar/PR). Já o Júri Oficial deu o Troféu Passagem, elaborado pelo artista plástico Glauco Tyradentes, aos curtas: “Tsunami Guanabara”, de Lyna Lurex e Cleyton Xavier, da UFF/RJ; “Neblina”, de Thaís Orchi Abdala, da FAAP/SP; e “Super Estrela Prateada”, de Leonardo Branco, da UNA/MG. Junto dos troféus, os vencedores receberam cópias dos livros “Ensaios de Cinema Brasileiro”, de Andrea Ormond, editados pela paranaense Editora Estronho.

“Prêmio é bacana, as pessoas gostam de receber. Mas, o professor Eduardo Baggio nos deu uma ideia e resolvemos adaptá-la, entregando livros pros alunos. Promover o conhecimento e a reflexão sobre o cinema brasileiro é fundamental”, explica Wellington Sari, um dos diretores do festival. O Metrô, que exibiu “República dos Assassinos”, de Miguel Faria Jr. (1979) na abertura do evento e promoveu as mesas de discussão “A Outra Imagem” e “A Produção de Longas no Ambiente Universitário”, deixou clara a preocupação com o aspecto didático e crítico que, segundo os diretores, é responsabilidade de um festival com ênfase na produção universitária. “Os filmes são os catalisadores, que ajudam a moldar a reflexão feita ao longo do festival, por meio dos debates ao fim das sessões e das mesas. Um pouco de reflexão e um pouco de festa fazem bem”, brinca Sari.

Todos os participantes do festival (os realizadores de fora de Curitiba ficaram hospedados no Curitiba Backpackers Hostel, outro parceiro do Metrô) tiveram a chance de se integrar à cidade graças ao calendário de festinhas organizado pelo evento. “O festival funciona como uma estação que reúne pessoas das mais variadas, vindas de todo lugar; a troca de experiência entre elas, o contato com outras visões de mundo, outros sotaques, é algo marcante para quem participa. As festinhas ajudam a intensificar os laços entre os realizadores e a cidade”, finaliza Sari.

O Metrô também conta com um projeto muito especial, que é o laboratório de roteiros MetrôLab. Com a intenção de promover o encontro entre estudantes e consultores profissionais de diversas áreas, o Lab culminou em um pitching (apresentação dos projetos) que premiou “Carcaça”, de Jessica Gonzatto, da Unisinos/RS.

PREMIADOS:

 

Metrô Lab – Melhor Projeto:

CARCAÇA

São Leopoldo/RS – UNISINOS/Realização Audiovisual

ROTEIRO

Jessica Gonzatto

SINOPSE

Num isolado casarão envolto por uma persistente neblina, Lazlo e seu tio Oscar mantém uma estranha relação onde segredos limítrofes ocultam uma dinâmica de violência.

 

Júri Universitário:

COMO FILMAR CURTAS EM FESTAS

2017 – 7‘ – Florianópolis/SC – UNISUL/Cinema e Audiovisual

DIREÇÃO

Raffael Righez e Marianna Hofer Neris

SINOPSE

Nick relembra a ideia que teve para sua festa de aniversário de 18 anos, na qual queria gravar um curta-metragem.

 

Júri Oficial:

NEBLINA

2017 – 15‘ – São Paulo/SP – FAAP/Cinema

DIREÇÃO

Thaís Orchi Abdala

SINOPSE

Cecília é uma adolescente que está perdendo sua visão, enquanto passa por um processo de autoconhecimento e reestabelecimento dos parâmetros da relação com sua mãe.

 

SUPER ESTRELA PRATEADA

2018 – 28‘ – Belo Horizonte/MG – UNA/Cinema e Audiovisual

DIREÇÃO

Leonardo Branco

SINOPSE

Um casal aficionado por fogos de artifício descobre o grande Super Estrela Prateada.

 

TSUNAMI GUANABARA

2018 – 27‘ – Niterói/RJ e Fortaleza/CE – UFF/Cinema

DIREÇÃO

Lyna Lurex e Cleyton Xavier

SINOPSE

A famigerada saga de Cavalona Dishavada.

Brand New

Lançamento – 11/12

Bob Mould – What Do You Want Me To Do

Top New

hash track

Ouça sua música preferida na programação da Mundo Livre.

Aplicativo

Você pode ouvir a rádio Mundo Livre direto no seu smartphone.

Disponível no Google Play Disponível na App Store

2018 © Mundo Livre FM. Todos os direitos reservados

By: CS